30 de setembro de 2015

DiVino Restaurante


Quem vive preso ao circuito dos restaurantes do bairro de Lourdes não sabe que o melhor de Belo Horizonte está longe do burburinho e da badalação. O diVino, por exemplo, fica no Vale do Sol, em Nova Lima, a cerca de 25 minutos da Savassi – da Praça da Liberdade até lá são 21 quilômetros, sempre em pista dupla. Perto não é, mas vale a pena dar um passeio por lá, afinal, a casa combina um ambiente agradável e familiar com um cardápio brasileiro contemporâneo, com toque das gastronomias francesa e italiana, além de uma influência marroquina que faz dele uma experiência única.


“Seguimos a proposta de valorizar ingredientes mineiros, utilizando técnicas da gastronomia internacional”, explica o chef Fábio Pontes, que “pilota” as panelas na frente dos clientes. Pontes é daqueles mestres-cucas que fazem questão de acompanhar todos os processos e, do balcão para trás, ele cobra escanteio e corre na área para cabecear. Para nossa visita, o chef preparou duas delícias:

O Coração de filé em crosta de parmesão com molho de mostarda (R$ 69,50), o prato mais adorado do restaurante, e uma novidade que estreia nas próximas semanas, no Menu de Primavera, que é o Peixe da época (badejo, namorado ou cherne, que foi o que experimentamos) com farofinha de camarão com manjericão e sautê de abacaxi e alcaparras (R$ 90). São dois pratos fartos e muitíssimo bem preparados, com destaque para o exotismo do peixe, uma criação do chef que merece ser experimentada pelos amantes da boa mesa.


Para a sobremesa, o felizardo pode escolher entra a torta de limão, a banana dourada, o Tiramisu diVino, o petit gâteau, o suflê de goiaba com sorvete de queijo ou uma simples taça de sorvete, que foi o que pedimos pura e simplesmente por falta de espaço na barriga. Tudo delicioso, mas a coisa não para por aí, porque você ainda tem que passar pelo diVino Empório.

“Neste ano, trouxemos o empório para um anexo do restaurante e o resultado foi muito bom, tanto para nós, como empresários, quanto para nossos clientes”, comenta o sócio-proprietário do diVino, Tatá Carvalho. O espaço dispõe de mais de 500 rótulos de vinhos selecionados e também opções de produtos de delicatessen, como chocolates, chás americanos, mostardas, castanhas, biscoitos tailandeses e geleias. A loja conta com atendimento especializado, espaço para ‘happy hour’ e confrarias. Entre os destaques, provamos o Eolo Bianco I.G.T. Sicilia (R$ 48), que acompanhou muito bem o cherne.

Fica a dica!

diVino Restaurante
Av. Quinta Avenida, 144
Vale do Sol - Nova Lima 

Um comentário:

  1. Ju, o blog está super bacana. Quando for à BH, certamente pedirei umas dicas para vocês! Beijos. Carla.

    ResponderExcluir