12 de fevereiro de 2015

Taberna Livorno


Na semana passada, conhecemos a Taberna Livorno, um misto de restaurante, adega e delicatessen bem interessante que abriu recentemente no bairro Castelo. No salão principal, além das duas grandes paredes cobertas por mais de 200 garrafas de vinho, cervejas especiais e espumantes, há uma mesa comprida de madeira, ideal para se sentar e escolher com calma os rótulos que você quer experimentar. O salão interno é mais iluminado e decorado com tons mais sóbrios e elegantes, com mesas e cadeiras em madeira escura. Os vasinhos com flores coloridas em cima de cada mesa dão vida ao ambiente, e o piano, comandado pelo Seu Onofre, é uma atração à parte.

O atendimento foi ótimo do início ao fim - funcionários solícitos, embora sumissem de vez em quando, chef muito simpático e a proprietária, Valéria, é um amor de pessoa e nos recebeu super bem.

No cardápio há boas opções de entradas, massas, carnes e peixes. Algumas combinações, inclusive, são criações do chef Sidney Castro e valem ser experimentadas. Para começar, pedimos um mix de bruschettas (R$ 35) com quatro sabores. O primeiro que experimentamos, de salaminho com mostarda, era bem simples, mas estava gostoso. Mais simples e ainda melhor foi o de tomate, que estava bem vermelhinho. O de morango com queijo brie surpreendeu e foi o mais gostoso!


O primeiro prato principal foi uma generosa posta de bacalhau com batatas ao creme, azeitonas pretas e tomate. O peixe estava bem sequinho, macio e tinha sal na medida certa. As batatas, cozidas e cobertas por um molho branco encorpado e muito saboroso, estavam ótimas. Tomatinhos assados e azeitonas pretas completavam o prato muito bem executado e que, na nossa opinião, só pecou pelo excesso de lâminas de alho fritas em cima do bacalhau.


Nossa outra escolha foi o risoto de camarão VG, que também estava muito gostoso. O ponto do arroz al dente e a consistência mais sequinha agradaram muito, assim como a quantidade, a textura e o sabor dos camarões. Para ficar ainda melhor, o tempero suave poderia ter sido complementado com um pouquinho de pimenta do reino.


No final, ainda sobrou espaço para a sobremesa. A panna cotta com calda de frutas vermelhas que pedimos para dividir estava boa - o creme estava molinho e a calda com pedaços de fruta parecia bem fresquinha, mas achamos que faltou alguma coisa. Talvez um pouquinho de baunilha... Da próxima vez, vamos experimentar o alfajor líquido!


Vamos voltar?
Sim! Além da boa comida e da simpatia de todos os funcionários, a Taberna Livorno tem ambiente super agradável e um climinha romântico bem especial, do tipo que é difícil de encontrar em outros restaurantes de BH.

Taberna Livorno
Avenida Tancredo Neves, 2309
Castelo

Nenhum comentário:

Postar um comentário