20 de fevereiro de 2015

Duke n Duke Savassi


O Duke n Duke já é tão famoso e tão querido por tanta gente que dispensa apresentação, né? Nós, que somos apaixonados por hambúrguer, também achamos que os de lá estão entre os melhores de BH. A pequena unidade na Savassi tem ambiente escurinho, com luz baixa bem em cima das mesas, suficiente para criar um clima bastante intimista. Só não é mais aconchegante porque o ar condicionado é sempre muito forte. Das caixas de som saem clássicos do rock, do jazz e do blues.

A casa tem capacidade para 40 pessoas e, apesar de quase sempre estar lotada, tem atendimento eficiente. Os pedidos não saem rápido, mas a cerveja está sempre gelada e os pratos são montados com cuidado. No cardápio, além das entradas tradicionais, os sanduíches diferenciados são batizados com nomes de alguns dos músicos de todos os tempos. Todos os burgers acompanham batatas fritas artesanais - aquelas mais gordinhas, crocantes por fora e macias por dentro - ou chips. O tempero pode ser cítrico, picante ou sal normal.

Como já sabíamos que os sanduíches seriam grandes, pulamos a entrada. Nossa primeira escolha foi um Armstrong: pão de hambúrguer, burger de picanha, queijo prato, bacon, cebola roxa, home sauce e alface americana (R$ 29,90). Sem muita invencionice, essa combinação agrada principalmente pela qualidade dos ingredientes. A carne de 180g estava suculenta, bem temperada e coberta por uma camada generosa e derretida de queijo. Ao invés de um simples molho de tomate, o home sauce era feito com pedaços de tomate assados, macios e levemente temperados, que fizeram toda a diferença. As tirinhas de bacon, sempre gostosas, equilibraram a quantidade de sal no sanduíche e a cebola, cortada em rodelas grandes, era fácil de dispensar.


O segundo pedido do dia foi um Getz, feito com pão de sal redondo, burger dupla face de picanha e linguiça de lombo, campanha de pimenta biquinho e cebola cristal, queijo canastra e alface americana (R$ 32,90). Decidimos por esse porque nunca tínhamos experimentado um hambúrguer de linguiça de lombo, e valeu a pena. A metade mais clara do disco era leve, saborosa e nada gordurosa, e combinou bem com o queijo canastra derretido. O molhinho feito com pimenta biquinho e cebola estava bem suave – dava para sentir o gosto da pimenta de longe, e a cebola também não era exagerada. Para acompanhar os dois pratos, pedimos batatas fritas rústicas, que também estavam ótimas - crocantes por fora e macias por dentro – temperadas com sal.


Vamos voltar?
Com certeza! O Duke n Duke é o lugar ideal para uma sexta-feira à noite. Tem boas opções de cervejas, entradas e, claro, sanduíches. Não é barato, mas os preços também não são absurdos e a qualidade é indiscutível. A dica é chegar mais cedo, porque a casa é pequena e sempre tem fila de espera.

Duke n Duke
Rua Alagoas, 1470
Savassi

2 comentários: