23 de outubro de 2014

Ficus

Foto: Degustatividade

No sábado passado, fomos almoçar no Ficus, um restaurante simpático localizado em uma área mais tranquila do bairro de Lourdes. A casa é dividida em dois ambientes: o salão interno, amplo, sóbrio e bem decorado, e a pequena varanda, agradável e informal. Mais uma vez, optamos por ficar na varanda para aproveitar a tarde quente e ensolarada e admirar a árvore enorme que fica quase na entrada do restaurante.

No cardápio há boas opções de saladas, peixes e carnes. Os rolinhos de camarão que pedimos de entrada estavam gostosos, mas não tinham nada de especial. A massa, igual à do tradicional rolinho primavera, estava mais gordurosa do que esperávamos, e o recheio seco decepcionou um pouco. O molhinho picante de goiaba que acompanhava o prato também era sem graça.


O primeiro prato principal do dia foi uma moquequinha de peixe e camarão, arroz, pirão e batata palha, que chegou à mesa bem quentinha e estava deliciosa! O peixe branquinho e macio era acompanhado de camarões grandes e tenros – sem miséria – e pedaços de tomate cozidos em um caldo mais encorpado e muito saboroso, temperado com azeite de dendê. O pirão veio em uma cumbuquinha separada e tinha a consistência ideal, nem muito mole e nem empelotado. O arroz branco estava macio e soltinho, e a batata palha, muito fininha, crocante e sequinha, parecia ter sido frita na hora.


O próximo prato escolhido foi o atum em crosta gergelim ao molho de jabuticabas, batatas coradas e alho poró crocante, muito bem preparado e indicado para os amantes da culinária japonesa. A generosa posta de atum é selada e, mesmo que o modo de preparo seja diferente, o peixe traz textura e notas de sabor que lembram a culinária oriental. A combinação com o molho de jabuticaba, uma das especialidades do chef Mauro Bernardes, e os outros ingredientes foi bem sucedida.


Quando trouxe o cardápio de sobremesas, o garçom sugeriu o Chocolate Love, feito com brownie, sorvete e calda de nutella quente, e nos convenceu na hora! Pedimos um para dividir, e o doce realmente era lindo e delicioso! Dividida em três andares, com uma bola de sorvete de creme entre as duas camadas do bolinho, e coberta com muita nutella e amêndoas, a sobremesa só não foi perfeita porque acabou rápido demais. O contraste entre quente e frio funcionou super bem, e o sorvete de sabor mais suave quebrou o doce do brownie e da nutella. A nossa dica é: não deixe de experimentar!


Vamos voltar?
Sim. O restaurante tem ambiente agradável, ótimo atendimento, preços compatíveis com os da região e pratos autorais. Além de criativas, as receitas são bem executadas e chegam à mesa com uma boa apresentação.

Ficus
Rua Felipe dos Santos, 162
Lourdes

Nenhum comentário:

Postar um comentário