10 de julho de 2014

Haus


O Haus está em clima de Copa do Mundo! Fomos assistir a um dos jogos lá e, no dia, a casa estava enfeitada com balões e bandeirinhas com as cores da Alemanha. Aberto há quase 50 anos, o restaurante alemão mais antigo da cidade passou por uma reforma recentemente e ficou ainda mais bonito. Além das mudanças na decoração, agora o espaço abriga uma livraria e uma área reservada para aulas e degustação. No cardápio de bebidas há cervejas do mundo inteiro - são mais de 200 rótulos, todos separados por país. Assim que chegamos, pedimos as nossas primeiras: um chope Guiness e uma Franziskaner Weissbier, que eu amo!

O cardápio do Haus tem muitas opções de petiscos e pratos alemães, cada uma mais apetitosa que a outra. A entrada que mais nos agradou foi um combinado de salsichões, que vinha com uma salsicha de vitela, uma com páprica, uma defumada e uma branca, além das porções de salada de batatas e chucrute de repolho roxo. Nós não gostamos muito de repolho, e a nossa primeira ideia foi substituí-lo por batatas fritas. Perguntamos ao garçom, um senhor muito simpático, se poderíamos fazer a troca, mas infelizmente não era possível. Ele disse que poderia dobrar a quantidade de salada, mas sugeriu que a gente provasse o tal repolho, que é uma comida típica alemã. Depois de muita conversa, acabamos aceitando o desafio, mas ainda ficamos um pouco desconfiados.


O prato chegou bem montado e todas as salsichas estavam igualmente boas, macias por dentro e mais consistentes por fora, e ficaram ainda melhores com as mostardas clara e escura. O chucrute roxo é lindo e realmente bem diferente - adocicado, nada azedo e com uma textura cremosa. É melhor do que imaginamos, mas não vamos querer comer de novo tão cedo. Vale mais a pena pedir a deliciosa salada de batata, feita com creme de leite, maionese e cheiro verde.

De sobremesa, pedimos um petit gateau e uma fatia de torta alemã. O bolinho de chocolate estava macio, mas um pouco frio, e o recheio, nem tão doce nem tão amargo, era ótimo, e combinou perfeitamente com o sorvete de creme. Não foi o melhor petit gateau da minha vida, mas não decepcionou. A torta alemã era mais consistente e, apesar do sabor marcante de biscoito de maisena, estava uma delícia! Leve, pouco amanteigada e com chocolate na medida.



Vamos voltar?
Sim! O ambiente é ótimo, os petiscos são bem diferentes, a variedade de cervejas é enorme e o atendimento é muito cordial. Algumas vezes ficamos meio perdidos, porque todos os garçons atendem todas as mesas, mas nossos pedidos foram anotados corretamente. Da próxima vez, não vamos deixar de provar o apfelstrudel com chantilly.

Haus
Rua Juiz de Fora, 1257
Barro Preto

Nenhum comentário:

Postar um comentário