27 de julho de 2014

68 La Pizzeria


A 68 La Pizzeria lançou um novo cardápio, assinado pela chef Gra Garcia, no final de março, e fomos conferir a novidade em um almoço de domingo. Inaugurado em 2006, o restaurante mantém o mesmo prestígio há quase uma década, bem como a mesma orientação napolitana para suas redondas. Os novos pratos trazem clássicos da culinária italiana e da gastronomia mediterrânea, sem invencionices. Uma pena eles não estarem no site, que exibe entradas, saladas e todos os sabores de pizza da casa, além de bebidas e drinks.

Como tínhamos um objetivo em pauta, fomos diretos a ele. Escolhemos o mais informal dos cinco ambientes da 68, o salão interno onde estava instalado um telão para os jogos da Copa do Mundo, e iniciamos os trabalhos com uns chopinhos Heineken (R$ 7,50) e um suco de laranja (R$ 8), que abriram caminho para um bife ancho com tagliatele ao molho de ervas (R$ 49) e um farfalle com camarão ao molho alfredo (R$ 39). A dupla de garçons que nos atendeu foi cordialíssima e, depois de uma espera razoável, de uns vinte minutos, o pedido chegou à mesa:

A carne veio ao ponto, como pedido, e bastante suculenta. O tagliatele ao molho de ervas estava 'al dente', muito gostoso - não é, exatamente, uma combinação complicada, mas o prato foi bem executado, e isso é que conta. O mesmo não dá para dizer do farfalle, que tinha apresentação tão discreta quanto seu gosto - aqui, não faltou camarão, mas sabor. E o molho, além de vir em pouca quantidade, tinha uma consistência diferente da que esperávamos. Estava ralo e com muito gosto de manteiga e queijo. Parece que o pessoal da cozinha se esqueceu de colocar creme de leite. Como tínhamos pedido meia-garrafa de vinho tinto, um Sophenia Malbec (R$ 56), o pouco de expressão do prato se esvaiu. Parcialmente decepcionados, pedimos a sobremesa.


Para dividir, escolhemos mini crepes recheadas com creme de chocolate meio amargo e doce de leite argentino, acompanhadas por uma bola de sorvete de creme Alessa com amêndoas caramelizadas (R$ 21). A surpresa negativa foi a ausência do doce de leite - sem aviso, inclusive. Para coroar o almoço, a família que estava sentada na mesa ao lado armou um verdadeiro barraco quando viu a nossa sobremesa chegar - parece que o garçom tinha dito a eles que os crepes tinham acabado. Destrataram o garçom e o gerente. Antes que sobrasse para nós, pagamos a conta e fomos embora.

Vamos voltar?
Sim, mas só para comer as pizzas, que são realmente boas. Apesar de a casa ter um ambiente agradabilíssimo e excelente atendimento, não dá para chamar a cozinha do 68 La Pizzeria de alta gastronomia.


68 La Pizzeria
Rua Felipe dos Santos, 68
Lourdes

Nenhum comentário:

Postar um comentário